Maio, mês da Mãe da Igreja e de todas as mães

 

O mês de maio goza dum encanto especial. É o mês especialmente dedicado a Maria, mãe de Jesus e verdadeira mãe da Igreja. Devemos notar que desde a ressurreição de Jesus, este eixou de ter um corpo biológico e passou a ter corpo doutra ordem. Como nos faltam outras palavras, chamamos-lhe glorioso ou espiritual. Não deixa de ser um corpo real. Este Corpo são todos os redimidos por Cristo e por cada um de nós. Não admira que S. Paulo diga expressamente: “vós sois o Corpo de Cristo” e Santo Agostinho lhe came o “Cristo Total”. Este Cristo total engloba, podemos dizer toda a humanidade.

O primeiro domingo deste mês é também o Dia da mãe humana. Infelizmente a maternidade, está um tanto ensombrada. Muitas mulheres colocam a maternidade em segundo ou nenhum lugar. Ao fazer isto não ignoro que muitas, mas mesmo muitas, se engravidarem, correm o perigo de perderem o emprego. A isto se junta a falta dum salário justo.